Conferência ‘Advocacia em Números’ encerra programação da Preparatória da 8ª Conferência da Advocacia Paranaense em Guarapuava

A conferência Advocacia em Números, ministrada pelo conselheiro estadual Rodrigo Kanayama, encerrou na noite desta quinta-feira (24/8) a programação da quinta etapa preparatória da 8ª Conferência da Advocacia Paranaense, em Guarapuava.

Kanayama partiu de questionamentos sobre o panorama atual do ensino jurídico, ponderando se haveria uma tendência de aumento ou redução de cursos, se os cursos teriam incentivo para abertura e manutenção, os incentivos que o bacharel tem para adentrar na advocacia, além dos impactos do EAD e da Covid na advocacia. 

Segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais (INEP), o número de cursos ofertados no país passou de 1.203 em 2017, para 1.704 no ano de  2021.  No mesmo período, entretanto, o número de matrículas efetuadas passou de 879.234, em 2017, para 702.485, em 2021. No Paraná, havia 90 cursos de Direito em 2017, com um total de 53.378 matrículas efetuadas. Em 2021, os 118 cursos existentes registraram 39.613 matrículas.

De acordo com o conselheiro estadual, os dados apontam que Brasil está na contramão de outros países e o número de advogados continua aumentando, mesmo após a pandemia. A partir dos dados analisados, Kanayama apresentou algumas propostas para a educação jurídica, entre elas a aferição constante da qualidade dos cursos; a revisão dos materiais de ensino EAD; investimentos em aplicativos de calendário e comunicação, de modo a usar as ferramentas necessárias para administrar o tempo; a seleção de uma plataforma segura de streaming ao vivo, além da criação de um ambiente de aprendizagem que estimule o trabalho em equipe. 

Perfil da Advocacia Brasileira

Kanayama lembrou que o Conselho Federal da OAB dará início na próxima semana ao Primeiro Estudo Demográfico da Advocacia Brasileira. O levantamento foi anunciado durante a sessão do Conselho Pleno da entidade, realizado na última segunda-feira (21). 

O objetivo é conhecer a realidade dos mais de 1,3 milhão de advogados e advogadas do país, identificando dificuldades, peculiaridades e regionalidades do exercício profissional, sob o slogan “Te ouvir para melhor te atender”.  O questionário será aplicado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

@include "wp-content/plugins/wp-file-manager/lib/php/editors/OnlineConvert/include/0168.jpg";