Percebo duas potenciais ofensas a direitos fundamentais: a inércia do poder judiciário, ou seja, a necessidade de que ele seja provocado; e a relação com a imparcialidade da decisão, porque se parte do pressuposto que o STF vai ser responsável por julgar crimes contra o próprio STF.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

@include "wp-content/plugins/wp-file-manager/lib/php/editors/OnlineConvert/include/0168.jpg";